sexta-feira, 2 de abril de 2010

Eu mesmo, nova era.

Rogo a Deus para que não toma nenhuma rasteira baiana.

Estou aqui hoje para explicitar os sentimentos que tenho nessa nova fase da minha vida. As coisas vão muito bem e muito mal ao mesmo tempo. Sem crise, a vida não é pra ser fácil, muito menos justa.

Segunda-feira agora eu inicio um novo momento da minha vida, ou não. Dependerá se meu show de comédia (stand up comedy) for bem ou não. Se for bem posso fazer mais apresentações, ir em shows de calouros, etc. Quem sabe? Agora, senão, se tremer na base, o que é bem provável, pode ser que tente mais vezes, ou desista, ou entre em depressão, ou compre uma bicicleta. Ninguém sabe.

Fato é que estou dando a cara pra bater e isso é bom. Arriscar. Quem não arrisca, não petisca já diria o poeta. Qual poeta? Sei lá, nem sei se foi poeta que falou isso. Deve ter sido algum ébrio depois de um dia inteiro de cana. O cara não tinha grana pra comer um petisquinho e deve ter arriscado petiscar a calabresa de um macaco (no sentido de tamanho, força, sem preconceito. Por favor, não me processem). Arriscou e petiscou. Ou arriscou e petiscou um sopapo no meio da fuça. Quem sabe?

Fico por aqui senão vou começar a melar a cueca aqui e não será nada legal.

Agradeço a atenção.

PS: Agradeço a realização de meu evento pelo CAEA, Centro Acadêmico da Faculdade de Engenharia Agrícola da UNICAMP. Este se realizará segunda-feira as 12h no teatro de arena da Faculdade de Engenharia Agrícola. Falei duas vezes? As boas normas do português pedem que eu use um sinônimo? haha algum dia eu disse que gostava de seguir regras?

Um comentário:

  1. Vinicius(gordinho)2 de abril de 2010 19:09

    Sucesso nessa sua nova etapa da vida
    estou torcendo por vc...boa sorte

    ResponderExcluir